Esse blog expõe as mentiras sinceras escritas por Carolina, que reúne em si 21 primaveras, estuda Direito, trabalha no serviço público municipal, lê e posta aleatoriedades quando tem tempo disponível (por pura preguiça de dedicar-se às atividades físicas).

Nascida no litoral, a autora do blog sempre será uma mariliense ingrata pelas conquistas do interior paulista, seja pelo clima árido, pelo inverno intrínseco, pelo trânsito psicótico ou pela curiosidade infernal dos habitantes da Terra da Bolacha.

Ex-agnóstica, ex-praiana, ex-vestibulanda, ex-adolescente. Das coisas e status que vão prometendo voltar.

Gosta de livros mas raramente lembra dos que já leu. Talvez tenha ficado tempo demais presa aos exercícios das apostilas do Objetivo e hoje vive a era dos benditos E-books que desencorajam os passeios a Biblioteca.

Já quis mudar o nome do blog (que era mais popular nos tempos do Orkut) mas achou inconveniente. Deixe como está. Nos posts mais antigos podem ser encontrados anseios e hiperatividades dos tempos de colegial e cursinho. Nos mais atuais, apenas constatações e  indignações pungentes.

Seja bem vindo, visitante.