Tag Archive: explicações


Be ok

Não seria incrível planejar com a certeza de que tudo sairá como o esperado? Ou só eu fico muito brava (eufemismo para manter o nível da narrativa) com aquela tia que fala “aah, mas Medicina é um sonho e sonhos mudam”?
Eu sou bem metódica com algumas coisas. Passo muitas horas do meu dia planejando o que posso fazer pra tudo dar certo, até tenho epifanias durante meus planos.

Mas não dá pra controlar tudo. Por mais que eu sempre tente!

Trabalhando, eu fiz algumas descobertas sobre o mundo cinza da mais-valia e do proletariado:

As pessoas são máquinas de pedir desculpas.

Eu lembro que vi essa frase em algum lugar do twitter antes de começar a trabalhar. Fez mais sentido depois que comecei, sabe? E quando não há mais nada a fazer, a não ser pedir desculpas? Me desculpe, mas às vezes isso é o mesmo que nada.

Trabalhar é a arte de tolerar trollagens sem gritar palavrões.

auto-explicativo

Marx estava certo!

A mais-valia existe e eu estou sentindo ela na pele. Literalmente o.O

– 24 horas é muito pouco!

Mas isso eu já havia descoberto no cursinho

Eu queria saber que estou tão OK quanto eu digo pro mundo que estou. Ter certeza de que tudo ficará bem e que estou fazendo as coisas da melhor forma que a situação permite. E, se o ano passar tão rápido quanto o mês de janeiro, já já eu tô fazendo cursinho no Poliedro hahahaha.

O título do post foi inspirado nessa música da Ingrid Michaelson. É a música que mais tenho cantarolado pelos corredores do trabalho.

É, eu aposto que alguns de vocês estão bem curiosos pra saber onde estou trabalhando. Eu diria, mas aí alguém digitaria o nome no google, encontraria meu blog e provavelmente seria despedida antes de acabar a experiência. Só posso afirmar que não é uma firma da minha família, que não é um trabalho lindo de escritório e que… ai tá, eu posso falar que é em uma sorveteria. Pronto, não digo mais nada! Não, não insistam, seus feios! Posso dizer ainda que a gente não ganha tanto sorvete assim por ser funcionário 😦 kkkk gorda!

Se vou continuar lá, só o tempo dirá. E o tempo, esse danadinho, dirá muito mais! So I hope.

Abraço aos imortais

P.S.: Lindezas, porque vocês só comentam quando eu ameaço cometer blogcídio? Ai ai ai, deixem “A menina dos livros” mais feliz, comentem! Mas eu adoro vocês assim mesmo ♥

P.S. 2: Fui a biblioteca municipal dia desses. ~sintam a nostalgia~ Voltei a ler Sherlock Holmes! Não lia desde o 2º colegial, simplesmente porque tava sempre pelas tampas de obras obrigatórias. E peguei um de contos com o Caio Fernando Abreu, mas não sei se vai dar tempo de ler 😦

Anúncios

Post rápido, apenas pra desejar aos queridos leitores um feliz ano novo. Que 2011 cumpra ao menos uma parte de nossas expectativas (visto que não são poucas shuashaushsauas).

O que farei em meu 2011? Como isso afetará meu futuro acadêmico? Ah, leitor, eu realmente não sei…

E não tenho tanto tempo para decidir, não é mesmo?

Por hora, espero pela nota do ENEM. O Sisu, a UFPR, quem sabe… Enquanto isso meu pessimismo suspira uma frase que, encontrada no blog da Nat,  é cabível nas mais variadas situações.

 

Pessimismo diz:

– Oh, hope is a bitch.

 

E eu até concordo. Contanto que ela não cesse nunca.

 

Até 2011, meus queridos! Espero continuar entediando-os nos próximos 12 meses 😀

 

Abraço aos imortais.

 

Wilsoooon…?

Gostaram do meu cabelo novo? SHUASHUAHSAHSA

E aí, tudo certo? Acharam que eu tinha morrido, né? Não, não morri. Ainda.

É agosto. Trocadilhos a parte com o mes do desgosto, as coisas andam bem tensas. Tenho estudado num ritmo alucinado e tenho tido alguns chiliques. Coisas de vestibulando.

No começo do ano, e até antes das férias, os intervalos entre as aulas eram curtos e… barulhentos! Muitas risadas, gente conversando e fazendo piadas, parecia que passava voando. No intervalo de ontem constatei: estamos todos MUITO tensos. Cara, tava tudo tão quieto! E já faz alguns dias que o intervalo parece interminável, mas o tempo não variou. É meu amigo, a tensão afeta a todos os envolvidos, mais cedo ou mais tarde.

Já deixei registrada a minha indignação por vestibulares cujas datas coincindem, né? Porra, Paraná, qualé teu problema com os paulistas, hein? Porra UEL, qualé teu problema com a UFPR, hein? Tá louca, fia? hunf!

E ao que me consta, a prova da Famema esse ano vai ser uma das últimas que vou prestar, assim como o ano passado (sem contar as segundas fases, isso é outro problema).

Se eu pudesse dar uma dica pra quem vai prestar vestibular no ano que vem e ainda não está tendo que estudar, essa dica seria: Quer ler alguma coisa legal? Qualquer coisa, desde Sherlock Holmes, Lygia F. Telles, Saramago até… Crepúsculo?! Meu, então LEIA, PORQUE ANO QUE VEM NÃO VAI DAR TEMPO, VOCÊ VAI TER 2019827317317 OBRAS MALDITAS PRÉ VESTIBULAR + 28317070301 GUIAS DO ESTUDANTE PESANDO NA SUA AGENDA. Fica a dica!

Quem leu meu último post deve ter saído daqui com cara de ” o_O WTF, ela nunca postou contos, será que um alien dominou a Carol?” Não, nenhum alien me dominou, mas eu sempre morri de vontade de postar um conto pra ver no que dava. Segredo: Tenho um caderno velho com vários textos do tipo contos ou crônicas, falta é coragem pra postar; e tempo pra escrever boas leituras. A tendência da falta de tempo é piorar.

Vocês devem (ou deveriam) ter notado que minha escrita tá bem aciclica, né? Tipo, tem várias coisas que gostaria de falar, mas quando vou escrevê-las… elas somem! Tô fazendo plantão de redação pra melhorar isso, shaushauhsauhsuahsua

Aconteceu muita coisa. Meu gato morreu 😦 Nossa, chorei horrores, era muito apegada a ele (ainda tem uma foto minha com o Chechel no fundo do meu celular), tinha ele há dois anos. Quem teve gato sabe, é complicado. Mas já passou. E fui doar sangue, pela primeira vez! Meu Deus, aquilo não é uma agulha, é uma tubulação, cacete! Brincadeira pessoas, não se intimidem com a agulha de diâmetro gigante, vale a pena. Se serve de consôlo, o lanchinho deles é legal 🙂

Mais uma das novidades é meu novo vício: Grey’s Anatomy! Pra quem não conhece, é uma série que se passa num hospital com residentes da cirurgia. Quando me falaram, eu pensei: Ai, mais uma daquelas séries mimimi pra pessoas viciadas em coisas sangrentas e que não aguentam mais assistir Jogos Mortais. Não, não é bem assim, guys!

Grey’s Anatomy é sim uma série pra estômagos corajosos, mas tem mais! Tem um enredo ótimo, uma trilha sonora super e diálogos bem bolados. Vou postar um trecho dentre os favoritos:

Ep.4: -“As vezes a realidade tem um jeito de se esgueirar e nos morder o calcanhar. E quando a represa explode, só nos resta nadar. O mundo do fingimento é uma gaiola, não um casulo; só conseguimos nos enganar por um tempo. Nós nos cansamos, nós temos medo, e negar não muda a verdade.  Mais cedo ou mais tarde temos que parar de negar e encarar o medo, com nossas armas em punho. A negação não é uma poça d’água: é um oceano enorme. Então, o que que a gente faz pra não se afogar?” (Meredith Grey)

Nhaim, é lindo, não é? Ai gente, é minha terapia, a forma como eu me divirto antes de estudar aquelas coisas horrendas de matemática.

Esse post ficou estranho, mas por hora é o que temos. Foi mal gente, tenho que estudar (e fazer as unhas, meu Deus, olha só pra isso!) Beijão, rs

E como explicar o porquê do nome do blog ser “A menina dos livros“? Bom, não sei a idade que se costuma começar a ler livros, mas eu comecei aos 9 anos e desde então sou apaixonada pela leitura do que quer que caia nas minhas mãos.

Logo, sempre que estou entediada, chateada, sem alguém pra conversar, ou quando quero mesmo, leio horas e horas. Uma vez, numa festa, tirei meu costumeiro livro da bolsa (era um da série do Sherlock Holmes) e li um tempão, depois um amigo foi me apresentar para outro que falou: Ah, essa é a menina dos livros? Tcharam! Surgiu o nome do blog.

Ando meio sem tempo, lendo menos, e nem sei como vou fazer pra atualizar o blog, mas sempre que eu posto! Um livro que tenho levado pra todo lado (além das apostilas do cursinho) é o “As cem melhores crônicas brasileiras” , que é uma seleção de ótimas crônicas feita por Joaquim Ferreira dos Santos, indico à quem quiser ler !xP

Inté…