Tag Archive: Famema


…I’ll cry if I want to.

 

 

Um dos motivos pelo qual eu não confio em aniversários. E acredito em inferno astral.

 

 

E a faNema tá logo aí…

 

You would cry too if it’s happened to you…

 

(mais um daqueles post’s em que eu não escrevo porra nenhuma, mas estava muito querendo postar).

Talvez chova.

Domingo primaveril, chove timidamente em Marília. Agora são quase duas da tarde.

Fez calor e depois fez frio. E ainda duvidam que a temperatura influi no temperamento humano. Acordei e fiz cooper com meu pai enquanto estava Sol. Agora que chove não quero nem mesmo me levantar para colocar um casaco e me proteger do vento que entra por baixo da porta.

Talvez eu não goste tanto assim da chuva.

Talvez eu não goste tanto assim do dia de hoje, que comemora (ou lamenta) um sábado igualmente chuvoso e igualmente confuso há 365 dias atrás.

Talvez eu não saiba do que goste e eu não seja decidida, apenas teimosa. E talvez eu tenha um orgulho bem “incabível”.

Talvez sim, talvez não. Talvez talvez.

Só sei que nadar sei, rs.

E o Enem taí, a Unesp taí, a Famema (aquela maledeta que fará prova no meio de novembro) taí. E eu tenho 3872389113 mols de exercícios e muito tempo disponível ~agora~ para fazê-los. Mas sei lá…

“More than this

Whatever it is

Baby, I hate days like this”

Que seja dito

Que seja dito que não passei, nem na Famema, nem em nenhuma outra (poupo-os da listagem dos fracassos).

Que seja dito que não estou surpresa. Decepcionada sim. Triste, ainda mais. Mas não é fácil e nunca me enganaram quanto a isso.

Que seja dito que me esforcei. Talvez pudesse ter feito mais, mas nunca fiz tanto por nada. Nunca caminhei tanto…

Que seja dito que não sei ainda o que farei e como farei, mas que não desisti.

Sim, continua sendo Medicina. Ontem, hoje e amanhã.

E tenho dito.

*******************************

 

Saudações aos Vestibulandos de Medicina (os da comunidade do Orkut, os do cursinho, os do twitter) que me acompanharam durante o ano.

Saudações ao Rafa, amigo de crises e exercícios de química, de reflexões no ônibus ao voltar do cursinho (Industrial, kkkkk), de provas em lugares bizarros, de esperanças, projetos e demais loucuras que os sonhadores se dão ao capricho.

Saudações a você, caro leitor, que acompanhou cada uma das reflexões esdrúxulas de mais um ano.

Obviamente, tem mais zilhões de saudações que eu gostaria de colocar, mas não quero cometer o pecado de esquecer de alguém. Não se sintam esquecidos, por favor!

Por hora, é o que temos.

 

Abraço aos imortais.

As listas de exercícios que eu procrastinei, os xérox que eu não li, o resumo que amassei.

As apostilas do ano passado, as apostilas desse ano, as apostilas que ganhei aleatoriamente (algumas sequer foram usadas por mim).

Livros didáticos, literaturas aleatórias e improdutividades.

Papel de bala, chocolate, bombons.

Papéis, papéis, papéis!

Canetas sem tinta, um pouco de pó, porque não? Alguns folders, cumpons fiscais, clipes (estes num potinho que um dia foi um mini-porta-jóias, se bem que há alguns espalhados).

Esta é a minha mesa, e eu já perdi a conta de quantas vezes durante o ano tentei a deixar arrumada.

Tarefa para o fim das aulas, eu acho. Afinal, quem nunca se acabou numa “limpeza de fim de ano”?

P.S.: Eu sei, EU SEI que fiz FAMEMA ontem e deveria escrever sobre a prova. Foi boa, se bem que o tema de redação era sobre a fucking Amazônia, e só Deus sabe o quanto eu odeio escrever sobre a Amazônia (since o ENEM-2008). Gostei muito da prova, se bem que fiz umas cagadinhas e o tempo também não colaborou. Chega, sobre isso é só.

Outubro

“Outubro, por favor, faça tudo dar certo. Ou só menos errado. Só por um mês, faça tudo dar certo, depois veremos o que vamos fazer em novembro…”   Caio Fernando Abreu

Obviamente, estou tensa. Inflamações vestibulísticas a parte (outubrite, maionite, setembrite) tenho conseguido estudar alucinadamente. Minhas coisas estão uma bagunça e faz tempo que não sei o que é ficar sem ter o que fazer, mas estou bem.

Querem ver meu calendário? Só fiz até dezembro, mas serve:

Proíbo críticas quanto ao uso do Paint, ok?

Vcs viram algum final de semana livre ali em novembro?

Não? Puxa olha de novo.

Nada?

É, eu tb não ._.

Incrível eu escrever um post sobre outubro nas últimas semanas, né? Mas minha criatividade [?] anda meio baixa, e sinceramente, não sei como vcs aguentam me ler 😦  Juro que até eu me enjoô com essa chatisse toda, rs.

Cara, eu estudei. Estudei como nem sabia que podia estudar, e quero ver frutos. Se não for uma aprovação, ao menos resultados melhores que os do ano passado… Mas eu quero mesmo é a aprovação, hahaha

E manja aquela sensação de ‘cavalo de corrida’? Todo mundo apostando em vc, torcendo por vc, e dá um medo danado de não atender as expectativas… E eu só quero mesmo que tudo dê certo em outubro, que as coisas andem direitinho e em novembro eu vejo o que faço.

Muitos dos meus amigos já desistiram de tentar me recuperar da ilha do vestibular, aquela que eu citei há alguns pos’ts. Acredite, eu acho melhor assim. Mas até tenho saído algumas vezes, então não enlouqueci ainda não 🙂

Meu aniversário tá chegando e isso não é uma cobrança por presentes e algo me preocupa: vou fazer 19 anos. Ano que vem, meus colegas de Ensino Médio (fora aqueles que estão casando e tendo filhos, SHAUSHUAHSUAHSUAHUSAHUSA ou aqueles que não resolveram nada da vida) vão para o segundo ano de faculdade… Na verdade eu nem ligo, cada curso bocó na Unimar que esse povo tá fazendo, eu hein? rs

Bom, observando o calendário, notasse que a primeira prova é

O ENEM

Quem lembra no ano passado quando eu xinguei loucamente o Enem 2009?  So… I need tell a secret!

Nunca dei a mínima bola pro ENEM. No Segundo ano, quando prestei e vi que a prova era… babaca, criei uma imagem meio pejorativa do ENEM. Aí TODAS AS UNIVERSIDADES RESOLVERAM QUE O ENEM RULEIA. Eu que fiz a prova ‘nas coxas’ me ferrei (y). E esse ano, com a paulista usando como PRIMEIRA FASE e a Ufscar usando como fase única, o cinto aperta, né?

On the other hand…

Se a prova desse ano for a mesma BALBÚRDIA do ano passado, eu não vou resistir e vou fazer mais um post exclusivo de críticas não-construtivas hehehe

Aí depois do ENEM a coisa desbunda de uma vez, com todas as provas acontecendo na sequencia e lá, na primeira semana de dezembro está o amor da minha vida:  a FAMEMA!

Eu só queria um lugar confortável dentro daquela faculdade linda na qual fiz cursinho esse ano. Podia levar uma surra em todas as outras provas. Podia até ser aprovada pras segundas fases em janeiro QUE NEM IRIA PRESTAR! Mas eu queria ir pra lá…

É com esse clima de tensão, expectativas, desespero e chocolates com café que tenho vivido. No que isso dará?

Cenas dos próximos capítulos 😀

Eu quero mesmo é dizer, caro leitor, que estou feliz por compartilhar contigo essa coisa bagunçada que é meu humor. E que comentar no blog alheio não arranca pedaço, viu? hsuahsuahusahshauhsa E pedir desculpas pelos grandes tempos de ausência…  creio que tu desconfies o motivo!

So, that’s it!

Abraço aos imortais!

Mudanças

Agora é oficial, esse é o novo layout do AMdL (fiquei meia hora pensando em como ficaria uma sigla pro blog, sério! É pouco sonora, eu sei, mas é o que temos).

‘Aprendi’ a mexer no photoshop no tapa pra fazer esse cabeçalho. Na verdade eu tinha feito um super legal e bem bolado, mas não achei nenhum tema onde ele ficasse legal 😦 É a vida…

Bom, sempre tive grandes dificuldades pra aceitar mudanças em qualquer coisa, desde comprar um guarda-roupa novo até mudar de teclado (meu teclado velho tinha falecido e comprei um novo exatamente do mesmo modelo pra vocês terem uma ideia, hauahuahuaha) e com a cara do blog não tá sendo diferente. Testei bem uns 20 temas (e quem conhece minha net sabe o quanto isso pode ser um desafio) e esse foi o que doeu menos aos meus olhos. Quero ficar com ele por um bom tempo.

Apesar de agora estar aqui e ter uma apostila de Zoologia e Embriologia do Objetivo emprestada em cima da minha mesa me esperando, eu tenho estudado relativamente bem. Sou péssima pra seguir cronogramas e horários, então tem dias que eu estudo seis horas além cursinho e tem dia que estudo três (teve até os dias em que estive doente e não estudei hora alguma, mas isso não vai acontecer de novo, espero).

Ah, deixa eu contar: Na sexta-feira cheguei umas duas horas antes do horário do cursinho na Famema. Sempre chego pelo menos uma hora antes porque tem plantão ou vou pra ler o jornal do dia (hábito que estou adquirindo agora); e a faculdade tava MUITO vazia. Mas muito MESMO! Tava chovendo bastante e o pessoal tinha ido pra CalouMed *sintam o nível de inveja subir* aí eu deixei meu material espalhado numa mesa da biblioteca e fui andar pelo laboratório de morfologia que estava DESERTO. Descobri que não é proibido ao pessoal do cursinho ir lá, mas que não é seguro tocar em nada.

Continue lendo

E um viva à minha criatividade nula para o título do post ¬¬”

Olá. Tudo bem? Espero que sim, mas se não tiver a gente conversa 🙂

Bem, tive minha primeira semana no cursinho da Famema. Apresentações animadas, dois dias pra recepção dos newbies, risadinhas sarcásticas discretas (ou seria minha mania de perseguição em ação?) enfim, nenhuma anormalidade.

No terceiro dia começaram as AULAS de fato. É estranho estar de volta no cursinho e sentir como se tudo fosse tão novo. E era, afinal a Famema é todo um universo a parte no território mariliense (assim como a Unesp, mas TOTALMENTE distinta da mesma).

Talvez, e somente TALVEZ eu comece a realmente gostar de Física. Na verdade eu sempre achei física o máximo, mas a mesma nunca foi muito com a minha cara 😦 Mas os dois professores de Física que me foram apresentados até agora me pareceram algo como os professores de Humanas da Unesp: totalmente apaixonados por sua disciplina. Parece que não, mas pra mim isso faz uma baita diferença, ainda mais nessa matéria tão antipática.

Ano passado, por estar ainda no Ensino Médio e vagabundear na internet, principalmente no twitter eu acabei não tendo tempo pra estudar como é digno à uma Vestibulanda de Medicina. Isso não vai acontecer esse ano…

OK, EU CONFESSO, TEM UMA LISTA DE VINTE EXERCÍCIOS DE TRIGONOMETRIA ME ESPERANDO E EU NÃO FIZ NEM 20% DELA E ESTOU AQUI!

caspitta… 😦

Continue lendo

Atenção: Esse post foi feito por uma pessoa com diversos transtornos psicossociais (ai como eu odeio essa ortografia), portanto não se assuste com as fugas de sentido, na aciclicidade da narrativa e  na ausência do bom senso.

“Eu, que nunca fiz pactos

Que sempre rompi tratos

E que já rasguei contratos

Eu, que sempre quebrei promessas

Um dia acordei às avessas

E disse que as coisas iriam mudar

Logo eu, que traí meus próprios ritos

Que silenciei meus próprios gritos

Senti algo novo no ar

Vou caminhar segundo minhas regras

Cumprir apenas as juras concretas

Valer-me apenas de minha razão”

Continue lendo

Sábado a noite…

(sábado, 5 de setembro de 2009)

Pra quem estava sem tempo, tenho escrevido bastante… Enfim, mais um maldito sábado a noite e hoje, a coisa mais animada que eu fiz, foi assistir a aula de História do Brasil (foi legal, o professor se caracterizou de Antonio Conselheiro com uma roupa branca e um cajado). Se não me engano, tenho um livro de contos do Machado de Assis perdido por aí, por que não devorá-lo? Falando nisso, lembrei de uma piadinha infame da professora de Literatura:

– Vocês sabem quem CASTRO Alves?
Resp.: (O) Machado de Assis
-E sabem de quem é essa piada?
Resp.: EÇA (é) de Queiros…
Também não teve tanta graça quando ela contou na aula, mas whatever, estou sem imaginação…
Falta pouquíssimo tempo para o vestibular e estou irritada acima do normal! Talvez eu comece a ler Capitães da Areia do Jorge Amado. Acho que amanhã vou fazer de conta que sou saudável, levantar mais cedo e fazer uma caminhada. Pra isso tenho que dormir decentemente hoje, então fico por aqui. Quem sabe não foi bom eu não ter saído hoje? Mas é uma pena eu mesma não acreditar nisso!
Ah, não sei se alguém já pensou em me perguntar, mas sabe por que estudo (ou tento estudar) tanto?

É pra poder fazer Medicina lá… Meus caros, apresento a vocês a mais cobiçada (pelo menos por mim) faculdade de medicina: FAMEMA (Faculdade de Medicina de Marília). E pra alcançar o Famema way of life, ainda vou ganhar algumas olheiras. É por uma boa causa, não?
Boa noite